• Português
  • English

Eventos em parceria com o OP.Edu

XV CONLAB e IV Congresso da AILPcsh | 26 a 28 de setembro | Programação completa já disponível

O XV Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais (CONLAB) e o IV Congresso da AILPcsh (CONAILPcsh), que contam nos seus Comités Científico e Organizador com a participação de  investigadores do OP.Edu, realiza-se de 26 a 28 de setembro de 2023 na Uni-CV, na cidade da Praia, Ilha de Santiago, em Cabo Verde.

A AILPcsh – Associação Internacional de Ciências Sociais e Humanas em Língua Portuguesa surgiu na sequência de onze Congressos luso-afro-brasileiros de ciências sociais cuja primeira edição remonta a 1990. Com uma periodicidade tendencialmente bianual, os Congressos têm promovido o desenvolvimento de uma relevante comunidade de cientistas sociais e das humanidades de língua portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Desses Congressos têm resultado variadíssimas colaborações em pesquisas científicas e importantes publicações.

A programação dos Congressos, subordinada ao tema Reinventando a Democracia num Mundo de Inseguranças: Desafios para as Ciências Sociais e Humanas, inclui a realização de conferências, sessões temáticas, mesas redondas, grupos de trabalho, comunicações orais, atividades culturais e reuniões de redes.

A programação completa dos Congressos pode ser consultada aqui

OP.Edu associa-se à organização do Colóquio Nos 50 Anos da Reforma Veiga Simão: a política educativa entre mudanças e continuidades | Inscrições abertas até ao dia 9 de julho de 2023

O Op.Edu associa-se  à organização do Colóquio Nos 50 Anos da Reforma Veiga Simão: a política educativa entre mudanças e continuidades, que se realizará no Auditório José Araújo da Universidade Lusófona – Centro Universitário de Lisboa, nos dia 10 e 11 de julho de 2023.

A Reforma Veiga Simão representou um período que colocou a educação no centro dos debates sobre o desenvolvimento e a modernização do País. Mas permitiu também, pelos seus limites e contradições, tornar bem visível para a sociedade portuguesa o completo esgotamento da forma política organizativa do Estado Novo.

Apelamos à participação da comunidade científica e do público em geral neste Colóquio, que visa a partilha de conhecimentos e de investigações sobre este período crucial da história de Portugal (e dos países que saíram do colonialismo português).

As inscrições estão abertas e decorrem até ao próximo dia 9 de julho.

Mais informações sobre o programa do Colóquio podem ser consultadas aqui

O pensamento de Amílcar Cabral e a Educação | 25 de maio de 2023 – 14H30 | Universidade Lusófona – Auditório Agostinho da Silva

O Encontro  O pensamento de Amílcar Cabral e a Educação terá lugar no próximo dia 25 de maio, com início às 14h30, no Auditório Agostinho da Silva da Universidade Lusófona.

Para Amílcar Cabral, a educação constituía a “primeira arma” para a liberdade e o desenvolvimento do potencial e das capacidades das crianças, jovens e adultos, por forma a concretizarem projetos de vida dignos, justos e emancipadores. De igual forma, a educação constituía um fator incontornável para o processo de desenvolvimento e de transformação social das condições materiais de vida das sociedades africanas, em resultado dos seus impactos nas dimensões económica, política, histórica, cultural, étnico-linguística e identitária.

Para que seja possível conhecer o pensamento de Amílcar Cabral e a(s) sua(s) influência no campo educativo, em geral, e nas políticas educativas, em particular, torna-se necessário conhecer “a vida e obra”, o “contexto sociocultural e económico-político revolucionário” no qual viveu e que “reflexões e perspetivas futuras” vislumbrava Amílcar Cabral para as sociedades africanas e para todos os Povos que pretendiam se comprometer com a “liberdade de pensamento” e com a “liberdade de ação”.

É neste quadro que a Research and Learning Community (ReLeCo) Núcleo de Estudos Africanos – Educação e Sociedade (ReLeCo NEA-ES), em colaboração com a ReLeCo CEM – Cultura(s), Educação e Memória(s), a ReLeCo Sociomuseologia, a Cátedra UNESCO Educação, Cidadania e Diversidade Cultural e o Observatório das Políticas de Educação e Formação (OP. Edu), organizam o este Encontro, que pretende proporcionar um momento de diálogo, reflexão, análise e apropriação da vida e obra de Amílcar Cabral.

O evento, que se realiza na data que assinala o Dia Mundial de África, estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1972, tem como destinatários investigadores e académicos, professores, estudantes de doutoramento, mestrado e licenciatura, instituições da sociedade civil e movimentos sociais, com interesse nos estudos sobre a educação em África, e todos quantos queiram conhecer “quem foi”, “quem é” e “quem se está a tornar”, no campo epistemológico e científico educativo, Amílcar Cabral e o seu pensamento.

Programa

14H30 | Receção dos convidados e dos participantes

15H00 | Sessão de abertura

  • Magnífico Reitor da Universidade Lusófona, José Bragança de Miranda
  • Diretor da Faculdade de Ciências Sociais, Educação e Administração, António Costa Pinto
  • Diretor do Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento, António Teodoro
  • Coordenadora da Research and Learning Community “Estudos Africanos: Educação e Sociedade”, Arlinda Cabral
15H15 | O pensamento de Amílcar Cabral e a Educação: apresentações e debate
  • Ângela Benoliel Coutinho, PhD História, Université Paris I Panthéon-Sorbonne, Paris, France. Investigadora no Instituto Português de Relações Internacionais (IPRI/UNL). Autora da obra Os dirigentes do P.A.I.G.C. Da fundação à rutura 1956-1980.
  • Julião Soares Sousa, PhD História, Universidade de Coimbra. Investigador Auxiliar no Instituto de Investigação Interdisciplinar e Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20), Universidade de Coimbra. Autor da obra Amílcar Cabral (1924-1973) – Vida e Morte de um Revolucionário Africano
  • Fernanda Marques, Ministra do Ensino Superior, Ciência e Cultura de Cabo Verde (2010). Ministra da Educação e Desporto de Cabo Verde (2010-2016). Investigadora Independente. Consultora Sénior em Educação.
Moderação:
  • Maria Neves Gonçalves, ReLeCo CEM – Cultura(s), Educação e Memória(s)
  • Arlinda Cabral, ReLeCo NEA-ES Estudos Africanos – Educação e Sociedade
16H45 | Considerações finais
  • Judite Primo, CeiED – Cátedra UNESCO Educação, Cidadania e Diversidade Cultural
  • Teresa Teixeira Lopo, OP.Edu – Observatório das Políticas de Educação e Formação
  • Arlinda Cabral, ReLeCo NEA-ES

17H00 | Encerramento dos trabalhos

A participação é gratuita, sujeita à disponibilidade de lugares no Auditório.

Mesa Redonda | A Qualidade da Educação Não Formal. O papel educativo da comunidade | 8 de fevereiro | 14H30 | Universidade Lusófona | Edifício U – Auditório U.08

 

Realiza-se no próximo dia 8 de fevereiro, a Mesa Redonda La calidad de la Educación No Formal. El poder educativo de la comunidade. A Qualidade da Educação Não Formal. O papel educativo da comunidade.

Programa

O que escondem estes conceitos?

  • Mário Viché
  • Rui Fonte

Encontro com Paulo Freire

  • Ana Benavente
  • Elis Hipler

A herança de Pierre Furter para a Educação Permanente

A educogenia dos espaços comunitários

  • Lucília Salgado

O número da Revista de Pedagogia social

  • Margareth Martins

Furter para a Wikipédia

  • Mário Viché

O evento, com início às 14H30 (hora de Portugal),  decorrerá na Universidade Lusófona, Edifício U (Av. Marechal Craveiro Lopes 2A, em Lisboa), Auditório U.08.

Créditos da imagem do poster:  Artem Maltsev Unsplash

 

  • Início
  • Eventos em parceria com o OP.Edu